Associação Social, Cultural e Recreativa de Entre Vales - Guimarães

07
Nov 11

FIGUEIREDO + LEITÕES + OLEIROS 

 

 

Três freguesias, 9km2 de área e 1600 habitantes. Longe da centralidade, bem dentro da ruralidade, a Noroeste do concelho de Guimarães,  onde o sol se põe entre vales, mais propriamente na Serra do Corvião.

Não há poluição, não há congestionamentos, não há stresse. Mas também não existe uma farmácia, qualquer tipo de valência social, nem um simples posto de venda de jornais. Ou seja, um perfeito oásis sociocultural em pleno mundo rural.

Vive-se num constante remedeio social, acreditando que o dia seguinte seja melhor, ou pelo menos, não seja pior. Mas, remediar significa passar mal, ter necessidades, resolver os problemas de forma insuficiente e provisória. Por isso, conscientes da impossibilidade de erradicar, mas, plenamente confiantes da possibilidade de atenuar significativamente este conjunto de necessidades, bem prementes, um grupo de pessoas, num empenhamento de entreajuda total e imparcial, resolveu unir esforços e lutar, para conseguir melhorar social e culturalmente, o bem estar da população jovem e menos jovem, destas três povoações.

Assim, aos trinta e um dias do mês de Outubro do ano de dois mil e três, no 1º Cartório Notarial da cidade de Guimarães, foi constituída a "ASCREV – Associação Social, Cultural e Recreativa de Entre Vales", deixando de ser um sonho que povoava a mente de alguns, para se tornar numa realidade bem presente na vontade de todos.

Mas, nem sempre a vontade é o meio mais eficaz e suficiente para atingir objectivos e, por isso, ao longo do tempo acaba por desvanecer. Neste caso, é preciso também ser-se persistente, corajoso, lutador, desinteressado, colaborador, sacrificado, crente,..., amigo e associado.

Foi imbuído neste espírito de luta e de lutadores, que a ASCREV, deu mais um passo importante, ao obter um direito social, necessário à efectivação legal dos seus intuitos. Neste sentido, foi com grande agrado que recebemos do Ministério do Trabalho e da Solidariedade Social, Direcção-Geral da Segurança Social, da Família e da Criança, a notícia do registo da nossa Associação como IPSS – Instituição Particular de Solidariedade Social, e o devido reconhecimento como pessoa colectiva de utilidade pública.

O registo foi lavrado pela inscrição n.º 31/06, a fl. 42 e v.º no livro n.º 11 das associações de solidariedade social, e considera-se efectuado em 12 de Março de 2004, sendo posteriormente publicado no Diário da República N.º 112 – III Série, em 09 de Junho de 2006.

Este avanço burocrático, necessita no entanto, de ser materializado no terreno, isto é, partir para a criação das infra-estruturas necessárias para levar por diante, a obra sociocultural que todos nos propusemos concretizar. Por isso, será sempre bem-vinda e de louvar qualquer ajuda, vindo ela donde vier, seja ela de que tipo for, porque certamente, servirá uma única causa, a ASCREV.

Dezembro está próximo e, com ele, estará aberto mais um período eleitoral, por isso, prepara a tua lista e candidata-te ao mandato para o triénio 2012/2014, ajudando desta forma a tornar o sonho desta Associação, uma realidade.

 

Leitões, Novembro de 2011.

 

Novais

 

publicado por ascrev às 20:48

Novembro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
11
12

13
14
15
16
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30


arquivos
pesquisar